As limitações das artes marciais. Por Bruce Lee

As limitações do Wrestling e do Judô.

1 – É considerado um esporte, ou seja, sem táticas consideradas desleais;

2- Carece de táticas de longo alcance (como chutes, puxão, jab nos olhos, joelhadas, golpes com o cotovelo, caneladas, puxar as orelhas, morder, etc).

Muay thai.

Sobre as limitações do Muay Thai.

1 – Também é um esporte (sem táticas desleais);

2 – Não tem armadilhas como no Wing Chun;

3 – Carece de estrutura de economia de movimentos;

4 – Não tem técnicas para os olhos, virília e movimentos mais rápidos e científicos.

5 – Limitado em combate de rua;

6 – Algumas armar naturais são carentes de treinamento;

7 – Falta acuidade mental correta.

Como lidar com várias artes é uma questão de perguntar quais são as técnicas mais eficazes em combate de rua.

Vamos analisar os Pros e contras.

Boxe ocidental.

Boxe tailandês.

Karatê.

Tae Kwon Do.

Luta livre.

Judô.

Boxing ocidental.

Pros:

1 – Footwork eficiente (Movimentação dos pés).

2 – Velocidade dos golpes\Jab\Cruzados\uppercut;

3 – Ombro, queixo em proteção (além de todos os efeitos como desviar, bloquear e boa postura).

4-Condicionamento (Cardio).

5- Sparring.

6-Movimentação da cabeça e corpo.

Observação: Mestre-kato Lee não anotou contras no Boxing.

Wrestling.

Pros:

1- Ataque nas pernas;

2-Economia;

3- Proteção quando se move;

4- Estrangulamento;

5-Luta de chão;

Contras:

Deveria ter puxão de cabelo, golpes na virilha e no olho; agarrando, cutucando, beliscando e outras técnicas ilegais de combate para alguns.

Karatê

Pros:

1 -Bom treinamento de pés e mãos;

2 -Boa forma de desenvolvimento.

Contras:

1-Precisa enfatizar uma maior mobilidade e vivacidade do movimento.

2-Falta de impulso.

3-Pouco tempo de combate e muito tempo perdido em formas.

Tae Kwon Do

Pros:

1-Flexibilidade chutando.

2-Giro do pé chute giratório;

3-Falta de contato;

4- Vivacidade.

Contras:

1- Sem movimentação (esquiva).

2-Obvio sem socos!

3-Não tem movimentos de rua (socos, chutes, quedas, etc).

Judô.

Pros:

1-Balanço.

2- Giro da cintura.

3-Trabalho de solo.

4-Torçoes, quebras.

Contra;

Necessidade de adicionar puxões de cabelo, ataques na virilha, golpe nos olhos e beliscar.

(Nota) estudar alguns lançamentos práticos.

Muay Thai

Pros:

1-Golpes cotovelos, joelhos.

3- Combate mais vivo.

Contra;

1-Movimentação do Boxing pobre.

2-Jab de esquerda fraco.

3-O uppercut quase inexistente, o gancho esta errado.

4-Não tem Jab de dedos ataque nos olhos.

5-Sem táticas de luta injustas.

6- Sem quedas.

7- Falta uma estrutura econômica, cadência e ritmo quebrado.

8-Não puxa os cabelos.

Gung Fu Wing Chun.

Pros:

1-Ensina a economia de Movimento.

2-A estrutura da Linha central.

3- Chi são.

Contras.

1- Carece de Simplicidade ainda mesmo sendo o estilo mais simples que já vi e algumas técnicas não funcionam em um combate de rua.

Estilos de Kung Fu Tai Chi

Pros:

1-Esotérico.

2- O fluxo.

Estilos de Kung Fu Norte.

Pros:

1- Ataques com a palma.

Contra;

1- Falta adicionar Potência.

2- Deve ser mais compacto.

Esgrima ocidental.

Pros:

1- Uma grande habilidade com a mão da frente.

2- Uso de armas.

Kendo

Pros:

1-Uma abordagem zen.

2- Confronto determinado.

4- Footworks (Movimentação).

Aikido

Pros:

1- Fluxo dos movimentos.

2- Une as duas metades do todo.

3- Footworks (Movimentanção).

Contra;

1- Carente de ideias;

2-Pesquisar sua própria experiência.

3-Um pensamento paralizado por causa de estilos formais do passado.

Observações finais de Bruce Lee.

Com o passar dos anos percebo que algumas coisas simples não funcionam em algumas escolas formais como Shotokan eTae-kwon-Do.

Nota final:

Pedimos desculpas.

A OBJKD apresenta um trabalho nunca feito no Brasil, onde a maioria das pessoas recebem uma informação fantasiosa sobre Bruce e sua arte, o JKD, de varias fontes da mídia, TV, jornais, blogs, etc.

Nós da OBJKD queremos levar às pessoas o JKD original, com isso queremos dizer que não escondemos informações de nossos amigos, alunos e associados pois não treinamos JKD, mas sim vivemos ele a cada dia.

Pedimos desculpas se nesse texto houve alguma opinião que ofenda ou cause um mal entendido. Tal trabalho se baseia nas pesquisas realizadas por Bruce Lee em seu aprimoramento pessoal e de sua arte.

Para finalizar, pedimos que ao ler essa matéria, copiar para seu site ou outro local site a fonte pois somente assim com o reconhecimento de nosso trabalho de estudos e tradução estaremos mais motivados a buscar um trabalho mais perfeito. Caso queiram aprender mais sobre JKD, junte-se á OBJKD e seja um amigo e parceiro, e entenda que JKD é uma arte que se vive, pois aprendê-lo já não é o bastante.

MESTRE-KATO PRESIDENTE DA OBJKD.

Junte-se á OBJKD e tenha o original JKD ao seu lado.

Website:
http://objkd.com.br/

Facebook:
https://www.facebook.com/OBJKD

67942_622575207767913_907097340_n

Postado por: Vinícius Lee

10 comentários sobre “As limitações das artes marciais. Por Bruce Lee

  1. richard wanderson

    Gostei muito do que li;so descordei num ponto.Bruce foi um talento sem igual,mas ele não podia falar sob o wing chun,pois ele não chegou a concluir o wing chun.Como falar de uma coisa que vc não o conhece a fundo.Sou fã de bruce Lee mas ele era um ser humano como todos nos,não era o dono da verdade tinha qualidades e defeitos.minha opinião me desculpe.

  2. Gostei de ter lido este blog; Mas o meu ponto de vista é o seguinte : A eficiência da arte marcial não depende da técnica usada, mas sim de quem a aplica, pois em um combate á logica e o raciocino rápido em sair de certas situações independem da arte. Em certo lugar um Monge venceu um grande espadachim com uma simples vassoura, sem usar técnica nenhuma , só o raciocínio logico….

  3. Heraldo Alves

    Richard para ser mais exato,ele não concluiu nenhuma sequer.Ele mesmo afirmou que não tinha uma faixa preta sequer em nada.

  4. Anônimo

    nus que burro ele era o melhor da epoca dele gente, ele mesmo disse que faixa são para segura as causas

  5. Infelizmente pessoas despreparadas tanto conceitualmente como técnica mente falam sobre JKD e sobre seu fundador sem haver tudo nenhuma experiência real sobre a arte. Alguns treinam um punhado de coisas e leem livros e copiam de vídeos e se auto intitulam professores e difusores do Legado de Bruce Lee e do Jeet Kune Do. Alguns até imitam o mesmo, pregam contra organizações e associações sem respaldo algum, apenas para chamar atenção para si. Isso tem estragado o que realmente é os conceitos do Jeet Kune Do. A melhor forma de aprender o sistema é se você estudou diretamente com Bruce Lee ou se foi com alunos do mesmo ou alunos de alunos, até então o que você pode expressar é o que você acha distorcidamente sobre a arte.

    Antes de procurar entender sobre a arte, atente para os professores que a ensinam, procure suas qualificações, e profissionalismo.

  6. Se Bruce Lee tivesse participado de apenas uma aula de Karate Shotokan da JKA, ou de Wado Ryu na WADO KAI, mudaria completamente sua visão acerca do Karate, mas infelizmente limitou-se a pesquisar sobre o Karate piegas norte-americano, por esse motivo ele acreditava que todo karateísta possuía um soco igual a uma “barra de ferro” e que todo movimento do Karate é baseado em “tensão e força” gerando lentidão. Nunca esteve tão longe da verdade, e infelizmente esses mitos forma propagados como verdade absoluta, quando na realidade são relativas.

    O próprio wing chun em sua proposta de combate possui limitações, é bom, mas com muitos movimentos que simplesmente são impossíveis de serem aplicados com real eficácia se levar em conta o biótipo do adversário e o tipo de ataque desferido. Acho que todo praticante de wing chun deveria aperfeiçoar-se praticando também o boxe chinês.

    Uma coisa a elogiar em Bruce foi seu interesse em destrinchar e analisar as artes marciais, mesmo cometendo muitos equívocos, mas ninguém é perfeito…

    Fosse por uma questão de estudo sincero ou por simples questão de vender seu peixe, a análise profunda deve ser uma constante em todo praticante de artes marciais, e Lee deu sua contribuição.

    O blog ficou muito bom.

  7. dede.agropec@hotmail.com.br

    bruce lee sempre foi e sempre sera o melhor em artes marciais de todos os tempos. quem conhece artes marciais nao precisa concluir todos os estilos nao, basta um mes ou simplismente uma semana pra saber se o estilo e bom ou ruim. ele nao precisava concluir pra saber se prestava, ate porque o karate nao e mas o mesmo depois do tal semi-toque

  8. Alexandre

    Parabéns pelo Blog.
    Com certeza você tem que homenagear quem você gosta e muitos ensinamentos de Bruce Lee levo para vida.
    Sou artista marcial, instrutor de kung Fu e creio que Bruce Lee era diferenciado, além de estudar a fundo as artes marciais, era um filósofo, posso afirmar isso, pois li o livro “O tao do jeet kune do”, realmente um grande Mestre, além disso através do seu trabalho como ator divulgou nossa arte marcial pelo mundo.
    No meu ponto de vista, como praticante, não existe arte marcial melhor ou pior, a melhor arte marcial é aquela onde durante o treino você se sente bem, e a qual você se identifica quanto a sua ideologia e pratica de vida, arte marcial não é um esporte, é um caminho, é um estilo de vida, por isso pratique aquela que você gosta.
    Abraço a todos!

  9. Sou super fã de Bruce desde quando vi pela primeira vez Operação Dragão na TV em 1983.
    Há uma boa lógica no texto de Bruce, porém para um cenário que se encerrou em 73.
    Logicamente se Bruce estivesse vivo teria evoluído e adaptado o Jet Kume Do para os dias atuais.
    Golpes “desleais” como mordidas, puxão de cabelo, chutes baixo e dedos nos olhos são possibilidades de ataques, talvez mais eficientes para aplicar em quem nunca praticou arte marcial, porém questionável para aplicar em lutadores realmente treinados, isso é um pouco de ficção e fantasia.
    Eu treinei Karate Shotokan por 15 anos, fiz também Judo que um sensei medalhista olímpico, Boxe, Aikido por 7 anos e atualmente estou praticando BJJ. Posso dizer que todas as artes marciais são ótimas, porém nenhuma delas totalmente completa, sempre há um grau de vulnerabilidade.
    Por experiência eu tenho visto que o BJJ hoje em dia é mais completo, sem tirar o mérito de cada uma das artes marciais existentes.
    Não sou praticante de Jet Kume Do, por tanto não tenho como questionar o seu grau de eficiência, mas gostaria de imaginar que o Jet Kume Do de hoje tenha evoluído comparando ao Jet Kume Do de 1973. Caso isso não tenha ocorrido e os seus praticantes apenas seguem o que Bruce Lee desenvolveu na década de 70, acredito que tenha sido um grande desperdício de tempo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s