Variedade marcial e avaliações

No Kung Fu temos técnicas de mãos, pés, cabeça, ombros, 36 quedas (sem contar suas variações) e 72 torções. Além disso, pratica-se Kung Fu com 18 armas diferentes segundo os estudos de Bruce Lee feitos em 1964.

Lee diz que o Kung Fu é a arte marcial mais difícil, pois exige pelo menos 10 anos de treinamento para se tornar um mestre medíocre. Além disso, a complexidade aumenta pois a perfeição se alcança unindo mente e corpo.

Sobre a diferença entre Boxing chinês e boxe ocidental.

Bem, primeiro nós usamos os pés, e em seguida usamos o cotovelo. Mas usamos tudo. Ao me perguntarem porque uso todo meu corpo, respondo que é porque usar todas as minhas armas é parte da arte de expressar o corpo humano.

Eu quero dizer que você deve usar tudo, não apenas as mãos. Use todo o seu corpo. Mas agora se falamos do Boxing com luvas e regras, é outra coisa, se falamos sem regras, é melhor treinar cada parte do seu corpo.

Boxing é as Ruas.

O Boxing não seria uma verdadeira luta pois lida com regras. Mas na rua não temos regras. Ou seja, deve usar todo o seu corpo para sobreviver.

Polêmica dos tradicionalistas.

Uma grande parte dos professores de artes marciais tem uma abordagem tradicional. São teimosos. E, com isso, quero dizer que sua atitude é de cerca de aproximadamente 200 anos atrás. Mas não os culpo, pois apenas pois foram ensinados assim.

A maioria deles, esses “instrutores”, nunca vão crescer porque o aprendizado é uma forma de criação feita dia após dia. É uma descoberta constante. Quando dizem que ensinam uma arte marcial de 200 mil anos, não veem que tem,na verdade é 200 mil anos de repetição transmitida ano após anos.

O professor tradicional diz que enquanto o adversário faz isso, você faz aquilo. E quando ele sair disso, faça aquilo. Enquanto isso, o adversário esta te matando em combate.

Imagem

Postado por: Vinícius Lee

2 comentários sobre “Variedade marcial e avaliações

  1. Mario rodrigues junior

    muito bom sua iniciativa mas eu acho que o jeet kune do saiu um pouco da sua origem ou seja está muito americano

  2. Este artigo de tão atual parece que foi escrito ontem. Eu tive um professor de karatê shotokan que não permitia que os alunos bebessem água durante o treino (mesmo em dias escaldantes). Um dia perguntei o motivo e o mesmo me respondeu: meu mestre me disse “se beber água acaba o treino”. O mesmo também era entusiasta das formas (katas) e falava: kata é luta, se você executá-lo como estivesse lutando nem é necessário fazer kumite (combate). É difícil acreditar que mesmo no século XXI estes conceitos antigos ainda encontram espaço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s